kaosenlared.net

sehansuscrito163  quedan837 Objetivo 1000 suscriptor@s! 
17 Dic 2014

Brasil: 6° Congresso Nacional do MST[Vídeo] Destacado

Escrito por  MST
Valora este artículo
(0 votos)
MST lança vídeo que retrata 6° Congresso Nacional 2014 , que teve como tema “Lutar, Construir Reforma Agrária Popular”.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Enviado por Leonardo em 11 dezembro, 2014 - 16:30

                        Baixar

Congresso reuniu 16 mil delegados de todo o país e marcou o lançamento do programa agrário popular. Em 2014 o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) celebrou 30 anos de existência.

(1’31” / 357 Kb) –

Em 2014, o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), que é considerado o maior movimento de massas do país, celebrou 30 anos de existência. Ano em que foi realizado, em Brasília (DF), o VI Congresso Nacional, que teve como tema “Lutar, Construir Reforma Agrária Popular”.

O movimento acaba de lançar um vídeo oficial que capta os melhores momentos do evento. O congresso do MST reuniu 16 mil delegados de todo o país e marcou o lançamento do programa agrário do MST. A denominada “Reforma Agrária Popular” busca responder às demandas da conjuntura atual. O programa é fruto de intensos debates iniciados em 2010 em todas as instâncias e setores do movimento.

O encontro teve a participação de movimentos sociais, intelectuais, partidos políticos e convidados internacionais. Uma marcha de 15 mil pessoas até o Palácio do Planalto, uma feira de produtos orgânicos e agroecológicos das áreas de assentamentos e acampamentos, noites culturais e muita mística completaram a programação.

Hoje em todo o Brasil mais de 350 mil famílias estão assentadas e muito disso se deve à luta do movimento sem-terra, iniciada nos anos 1980. Segundo o MST, atualmente existem ainda pelo menos 90 mil famílias vivendo em acampamentos. O vídeo estará disponível gratuitamente na internet.

 

De São Paulo, da Radioagência BdF, Leonardo Ferreira.

 

Vídeo:Lutar, construir Reforma Agrária Popular!

videosmst

Medios

You have no rights to post comments